Casos suspeitos chegam a 4.107 em todo o país

2015_865852971-201511121830464595.jpg_20151112

Os casos suspeitos de microcefalia em investigação pelo Ministério da Saúde e os estados chegam a 4.107 em todo o país. Os números fazem parte do Informe Epidemiológico de Microcefalia, divulgado nesta terça-feira (23). O boletim aponta, ainda, que 950 notificações já foram descartadas e 583 confirmadas para microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita.

Os 583 casos confirmados ocorreram em 235 municípios, localizados em 16 unidades da federação: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Rondônia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Goiás, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Já os 950 casos foram descartados por apresentarem exames normais, ou apresentarem microcefalias e/ou alterações no sistema nervoso central por causas não infeciosas.

Cabe esclarecer que o Ministério da Saúde está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

Os 4.107 casos em investigação representam 72,8% do total acumulado de 5.640 casos notificados desde o início das investigações em 22 de outubro de 2015 até 20 de fevereiro de 2016. O total notificado está distribuído em 1.101 municípios de 25 unidades da federação. Amapá e Amazonas são os únicos estados da federação que não tem nenhum registro de casos.

Ao todo, foram notificados 120 óbitos por microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto (natimorto) ou durante a gestação (abortamento ou natimorto). Destes, 30 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 80 continuam em investigação e 10 já foram descartados.

Do total de confirmados, 67 foram notificados por critério laboratorial específico para o vírus Zika. No entanto, o Ministério da Saúde ressalta que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. A pasta considera que houve infecção pelo Zika na maior parte das mães que tiveram bebês, cujo diagnóstico final foi de microcefalia.

Até o momento, estão com circulação autóctone do vírus Zika 22 unidades da federação. São elas: Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. Também houve a confirmação de transmissão do vírus em 29 países nas Américas.

ORIENTAÇÃO – O Ministério da Saúde orienta as gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

Distribuição dos casos notificados de microcefalia por UF, até 20 de fevereiro de 2016

Regiões e Unidades Federadas Casos  de Microcefalia e/ou malformações, sugestivos de infecção congênita Total acumulado de casos notificados de 2015 a 2016
Em investigação Confirmados Descartados
Brasil 4.107 583 950 5.640
Alagoas 102 25 85 212
Bahia 582 120 73 775
Ceará 256 33 46 335
Maranhão 151 14 16 181
Paraíba 440 59 291 790
Pernambuco 1.188 209 204 1.601
Piauí 81 32 14 127
Rio Grande do Norte 275 76 23 374
Sergipe 178 0 10 188
Região Nordeste 3.253 568 762 4.583
Espírito Santo 62 3 8 73
Minas Gerais 27 0 38 65
Rio de Janeiro 250 2 4 256
São Paulo 119 0 30 149
Região Sudeste 458 5 80 543
Acre 26 0 0 26
Amapá Sem registro Sem registro Sem registro
Amazonas Sem registro Sem registro Sem registro
Pará 10 1 0 11
Rondônia 10 1 0 11
Roraima 11 0 0 11
Tocantins 95 0 17 112
Região Norte 152 2 17 171
Distrito Federal 5 0 19 24
Goiás 80 6 2 88
Mato Grosso 123 0 50 173
Mato Grosso do Sul 5 1 5 11
Região Centro-Oeste 213 7 76 296
Paraná 2 0 13 15
Santa Catarina 0 0 1 1
Rio Grande do Sul 29 1 1 31
Região Sul 31 1 15 47

 

Horários de missas

Horários de  missas

As celebrações Eucarísticas acontecem  todas  as   terças ,  quintas  e  sábados  as 18:00 horas

Horários de visitas

Quanto as visitas elas são feitas todos os dias na parte da tarde  e cada dia tem duas a três  pessoas escaladas para a visita de segunda a sexta  revezando em dois horários .

As 15:00  as 16:00 as visitas são realizadas pelos colaboradores do HDP que também fazem parte da pastoral.

E no horário das  17:00 as 18:00 são as  voluntarias externas que nos auxiliam nas visitas levando a Palavra de Deus e conforto aos pacientes.

Voluntários

Quantos voluntários?

Temos um grupo de 16 voluntários as quais fazem parte das comunidades pertencentes a paróquia nossa Senhora de Nazaré

Atendimento do padre no hospital

Temos também o padre Itacir que nos auxilia com os sacramentos  da confissão e unção dos enfermos as pessoas que   solicitam .

Ele faz visitas também nas  terças e quintas feiras  e quando surge um caso de emergência  ele sempre esta presente.

Como fazer para se tornar um membro da pastoral?

Para ser  membro da pastoral da saúde  precisa primeiramente  ser pessoas de  profunda oração  disponíveis  e abertas  a  palavra de Deus .Participar das formações mensais e momentos de oração  promovido pela pastoral da saúde e ser pessoa ativa na comunidade.

ORAÇÃO DO  AGENTE  DE  PASTORAL  DA  SAÚDE 

Senhor, com a fé que nos destes, vos confessamos Deus todo poderoso, nosso Criador e Pai Providente. Deus de Esperança em Jesus Cristo, nosso Salvador, Deus de Amor no Espírito Santo Consolador. Senhor, vós que nos chamastes para servir-vos nos doentes de nossa comunidade, concedei-nos paciência, serenidade, coragem e, sobretudo, um grande amor para com quem sofre mais do que nós. Obrigado, Senhor, por aquilo que estamos aprendendo, e queremos que nossa vida possa ser útil em vos servir. Senhor, pelos méritos infinitos de Cristo na Cruz, “Servo Sofredor”, e irmão nosso no qual nos unimos vos pedimos por todos os doentes, por nossas famílias, amigos e todos os agentes de saúde que sejam fiéis aos seus compromissos. Amém

 

VENHA  FAZER  PARTE  DESTA  PASTORAL!  SEJA VOCÊ  TAMBÉM  UM  MEMBRO EVANGELIZADOR.

FALE  COM  IR.SONIA   COLABORADORA DO HDP

Pastoral da Saúde

O que  é pastoral da saúde?

É um grupo de pessoas que proporciona atendimento pastoral aos doentes internados e a domicilio. Prepara  agentes de pastoral da saúde para anunciar a boa nova o ser humano, diante do confronto como sofrimento, a doença e a morte, bem como o respeito ao sigilo ético com relação às informações confiadas.

Objetivos:  Sensibilizar a sociedade e a igreja a respeito do sofrimento, denunciando a marginalização dos doentes, portadores de deficiências e idosos, de maneira especial, em face das novas formas de sofrimento e doenças contemporâneas. Zelar pela humanização e evangelização do ambiente  hospitalar, visando o bem estar global de todos os que nele se encontram ( profissionais, funcionários, doentes e familiares).

Finalidade da pastoral:

A pastoral da saúde tem por finalidade estimular a reflexão sobre o sentido da saúde, que no seu significado mais completo faz  também alusão a uma situação de harmonia o ser humano consigo mesmo e com o mundo que o circunde   e com seu criador.

Missão  da  pastoral  da saúde

Proporcionar conforto moral, assistência  espiritual  e suporte emocional aos pacientes e seus familiares, amenizando a problemática que ordinariamente acompanha as pessoas que procuram no hospital melhores condições de vida e saúde.

Corpo Clínico

Corpo Clínico

O seu corpo clinico disponibiliza, para atendimento particular e convênios, várias especialidades interligadas por protocolos médicos completos, oferecendo soluções integradas de saúde. Com isso, beneficia seus pacientes com maior agilidade e resolutividade no atendimento e coloca à sua disposição toda a estrutura técnica e humana que faz do Hospital referência em medicina de alta complexidade no Pará.

Espiritualidade

ESPIRITUALIDADE

São João Calábria que nasceu em Verona (Itália) no dia 08 de outubro de 1873, fundou as Congregações dos Pobres Servos da Divina Providência.

Ele viveu, toda a sua vida, procurando através de palavras e obras anunciar  que temos um Deus que é Pai e cuida de nós com carinho.

O Instituto Pobres Servos é formado por Padres, Irmãs, Irmãos, Leigos  e Leigas que buscam viver a espiritualidade de São João Calábria em sua família, comunidade paroquial e lugar de trabalho, procurando ser testemunhas do Reino onde Deus Pai os chamou.

Para nós, Irmãos e Irmãs do hospital Divina Providência, espiritualidade é um modo de viver, orientado pelo Espírito de Deus, no serviço apostólico, assumido em conjunto, impulsionado pela força de Deus Trindade, na certeza de que ele caminha conosco.

Alimentamos a convicção de que o Deus vivo nos move em direção ao grito das pessoas necessitadas.

Visibilizamos e concretizamos nossa Espiritualidade de múltiplas maneiras. O cuidado com a saúde e a recuperação dos doentes é uma forma desta concretização, que conta com a participação de muitos colaboradores que conosco assumem e se comprometem com esta causa.

Cada pessoa carrega muitos dons e, um deles, é o carisma de se colocar junto de quem necessita de cuidado humanizado, atenção, cura, escuta e valorização.

Ninguém tem direito de tirar a última esperança ou apagar a última chama de quem ainda vislumbra algum horizonte.

À medida que cada pessoa e cada um de nós, diariamente, se dispuser a retomar esse dom, aperfeiçoá-lo, compartilhá-lo com outros, aprender com os doentes e tornar-se multiplicador desta Boa Nova para todos que necessitam colocar-se de pé e pôr-se a caminho, uma sociedade humanizada e solidária renascerá e um outro mundo será possível!

Nossa imensa gratidão a todos  os colaboradores e colaboradoras que conosco apostam na Providência Divina. “Que o Divino Mestre seja luz, auxílio e conforto nas inevitáveis provações desta pobre vida, para que possa fazer muito bem ao próximo, mediante os dons que a Divina Providência concede, fazendo da tua profissão uma missão. Desempenha o teu ofício com espírito sobrenatural; nos pobres que sofrem, procura enxergar o Senhor, que considera como feito a si próprio o que fizeres a eles. Feliz de vocês que podem fazer o bem aos que sofrem! E, com esta convicção, assumem a causa em favor da vida, acreditando que é possível dar novos passos e resgatar essa vida, até mesmo quando nos parece impossível, porque com Deus Vivo e Providente tudo é possível”.

ORAÇÃO DO PROFISSIONAL

Meu Senhor e meu Deus eu venho a ti neste momento agradecer pela minha profissão. Reconheço que foi tua bondade e amor que me capacitaram profissionalmente para me sustentar e prosperar minha vida familiar.Peço a ti, Senhor, habilidade e sabedoria para o crescimento profissional. Ajuda-me a superar meus limites e minhas dificuldades interiores e exteriores.Venho também pedir um coração cheio de fé e coragem para superar os obstáculos que porventura aparecerem no meu caminho, que eu possa ser bem sucedido em todos os meus caminhos.Obrigado, meu Deus, pela minha profissão, porque através dela eu posso ser feliz e fazer os outros felizes.

Amém.

ORAÇÃO DO ENFERMO

Senhor, venho nesta hora pedir pela minha saúde.Sei que sou o templo do Espírito Santo e que a tua presença habita no meu interior.Por isso, eu oro a ti neste momento para que o meu corpo seja livre de todas as doenças; também consagro todos os meus órgãos na tua presença. Declaro que Jesus levou na cruz todas as minhas enfermidades e que nenhuma doença ou maldição hereditária tem poder sobre mim e minha família.Obrigado Senhor, pois com a saúde que tenho vinda de ti, posso trabalhar, viver e amar ao próximo, vivendo em tua presença. Permita que eu use o meu corpo e a minha saúde em consagração e honra, para o que é bom, aceitável e perfeito.Obrigado, porque neste dia posso dizer: “O Senhor me guardará de todo o mal!”Amém.

Institucional

Fundado em maio de 1992, o Hospital Divina Providencia se apresenta como um dos melhores hospitais do Brasil. Desde sua fundação é considerado um centro de excelência no atendimento das áreas de Cardiologia, Neurologia, Neurocirurgia, Ortopedia, Pronto Socorro e Medicina Preventiva.

Com uma estrutura privilegiada, o Hospital Divina Providencia oferece uma equipe médica qualificada e equipamentos de última geração. Ao todo conta com 135 leitos e realiza mais de 10 mil atendimentos por mês.

Baixos índices de infecção hospitalar, com números muito aquém do aceitável pela Organização Mundial da Saúde, demonstram o distinto padrão de qualidade, que tem como foco principal a “Cuidar Bem da Vida”.

Com uma história marcada pela competência, pioneirismo e altíssima qualidade, o Hospital Divina Providencia está sempre em busca de novas técnicas e serviços para melhor atender seus pacientes.

Missão

Promover a saúde integral dos pacientes com resolutividade e de modo humanizado, valorizando o compromisso com a vida, inspirados na filosofia calabriana.

Visão 

Ser um hospital referência em atendimento qualificado na busca do reconhecimento de excelência de seus serviços, manifestando assim, a dignidade dos filhos de Deus.

Valores

Humanização, fé cristã, confiança recíproca, ética, gestão solidária e transparente, responsabilidade sócio-ambiental, qualidade nos serviços, simplicidade e espírito de família.